Artigos

CRISE FINANCEIRA ELEVA EM 60% O NÚMERO DE AÇÕES JUDICIAIS VISANDO A DESISTÊNCIA DA COMPRA DE IMÓVEL NA PLANTA

06/06/2016

O mercado imobiliário vem atravessando uma fase bastante crítica, não só pela retração da economia e da consequente oferta do crédito bancário,  mas principalmente pelos inúmeros e constantes pedidos de desistência dos contratos de promessa de compra e venda firmados com as incorporadoras.

Estima-se que atualmente, em cada 100 unidades vendidas na planta, pelo menos 40 são devolvidas às incorporadoras através de ações judiciais de distrato. Nos últimos meses houve um aumento aproximado de 60% nas ações judiciais visando o desfazimento do negócio, cabendo então à incorporadora devolver ao cliente aproximadamente 90% do valor pago, corrigidos monetariamente e em uma única parcela.

O pedido judicial de distrato tem sido a saída encontrada pelos clientes para fugirem da inadimplência. Por outro lado, cria uma insegurança no mercado e aumenta o risco de prejuízo das empresas do ramo, refletindo diretamente no cronograma estabelecido para a finalização das obras.




Voltar